OLIVEIRA: DÁDIVA ANTIGA EM NOVAS TERRAS

 

 

Olivas e Azeite: Combinação culinária indispensável.

 

O Brasil foi considerado, na voz dos primeiros europeus que aqui aportaram, como uma terra em que se plantando tudo dá!

Tal assertiva se aplica para muitas espécies que se aclimataram no nosso país. No Brasil temos laranjas, limões, mangas, arroz, avelãs, ameixas, trigo e cevada. São plantas vindas de fora amigavelmente recebidas pelo generoso solo brasileiro. Aqui prosperaram e hoje integram a pauta nacional de produtos agrícolas.

Nesta senda, como poderia a oliveira ficar de fora? Afinal, trata-se de um fruto ímpar, capacitado a promover saberes e sabores, a incentivar o paladar e o bom viver. 

A qualificação da oliveira, dos seus frutos e do seu óleo, posiciona a olivicultura como alvo de festejada meta da agricultura nacional. Este promissor cultivo tem inspirado muitas iniciativas, dentre estas, as que medram no solo do sul de Minas Gerais.

Foi inspirado no azeite, nos seus benefícios e nas expectativas que este produto suscita que escrevi o artigo Oliveira: Dádiva Antiga em Novas Terras.

Primeiramente disponibilizado pelo site da Revista Viverde, este texto está abaixo acessível a todos os interessados.

 

 

 

O teor integral do texto publicado pode ser acessado no link abaixo. 
(Texto masterizado e incorporado à Série Culinária, Gastronomia e Alimentação 1)
Clique aqui para fazer o download do arquivo em PDF


Joomla Templates by Joomla51.com