TODOS OS CAMINHOS LEVAM A ROMA:
A CARTOGRAFIA DOS CÉSARES, TÁBUA PEUTINGER
E OS LIMITES DO ESPAÇO

 

tabua_peutinger
A ROMA DE ANTANHO E AS SUAS FORMAS GEOMÉTRICAS
(Extraído de “Vers une Architecture”, Le Corbusier,1925)


A cartografia antiga é um vasto manancial de acesso ao conhecimento tradicional do espaço, estudo que não tem recebido a atenção que merece.

O paper Todos os Caminhos Levam a Roma: A Cartografia dos Césares, Tábua Peutinger e os Limites do Espaço avalia uma memorável peça cartográfica elaborada pela antiguidade romana - a Tabula Peutingeriana ou Tábua Peutinger - observando-a não apenas como um material técnico, mas igualmente no seu papel civilizatório e cultural.

A Tabula Peutingeriana se refere ao mapeamento da notável rede de caminhos que cruzavam o império romano, uma malha viária sem igual no mundo antigo.

Iniciativa respaldada por um conjunto de motivações econômicas, sociais e políticas, essa rede de comunicações - razão de ser da Tábua Peutinger - é discutida em conformidade com meta no esclarecimento das motivações que regem a representação cartográfica, assim como seus sentidos geográficos, históricos e culturais.

Isso posto, o paper busca discutir uma notável peça cartográfica romana, divisando acepções que de igual modo governam a relação do homem contemporâneo com o espaço, sua percepção e representação.

Paper primeiramente publicado pela Revista Geografia, publicação do Depto de Geociências da Universidade Estadual de Londrina (UEL), Todos os Caminhos Levam a Roma: A Cartografia dos Césares, Tábua Peutinger e os Limites do Espaço está a disposição dos interessados.

 

 

O teor integral do texto pode ser acessado no link abaixo.
Texto masterizado e incorporado à Série Cartografia 2
Clique aqui para fazer o download do arquivo em PDF

 

Joomla Templates by Joomla51.com