A Apreensão Objetiva do Espaço pelos Antigos

Dioptra, aparelho de mensuração romano, ancestral do teodolito 

 

Um determinado senso comum advoga o mundo ocidental não só enquanto berço do pensamento científico como também, da primazia em termos de uma aferição objetiva da realidade.

Ainda que grosso modo tal colocação possa ser considerada válida, nada obsta o entendimento de que a ciência antiga logrou avanços nas mais diversas áreas do conhecimento.

Na realidade é um equívoco acreditar que a ciência seja um modo de pensamento exclusivamente moderno. Factualmente, a técnica que existiu sob diversas formas em todas as sociedades humanas, até porque, a positividade é imanente aos desafios colocados ao homem para a sua sobrevivência.

Esta inferência também é válida quanto à apreensão do espaço. O mundo tradicional apresentou muitas mostras de soberbo conhecimento técnico, um cabedal de conhecimentos que possibilitou ao mundo antigo, notáveis conquistas no domínio concreto do espaço.

Aferição que mormente é o foco central de A Apreensão Objetiva do Espaço pelos Antigos, esse paper, divulgado primeiramente no site Geocarto: Geografia e Cartografia, segue agora para conhecimento de quem assim desejar.

 

 

 

O teor integral do texto publicado pode ser acessado no link abaixo. 
(Texto masterizado e incorporado à Geocarto - Série Cartografia 4)
Clique aqui para fazer o download do arquivo em PDF


Joomla Templates by Joomla51.com