DOZE ESTUDOS EM GEOGRAFIA CRÍTICA

 


Cena de Metropolis, de Fritz Lang (1927), obra cinematográfica que incorpora uma leitura futurista do espaço urbano da modernidade, crivado de contradições.

 

Doze Estudos em Geografia Crítica é uma coletânea que reúne 12 ensaios elaborados como subsídio para atividade pedagógica em geografia entre 1981 e 1982. Estes textos privilegiam a compreensão dos processos espaciais e temporais, entendidos como um binômio inextricável. Ademais, visa posicionar um pensamento crítico, essencial para identificar novas formas de solidariedade.

Doze Estudos em Geografia Crítica foi largamente utilizado entre os anos de 1982 e 1987 no Liceu de Artes e Ofícios de São Paulo (LAO), período no qual atuei como professor de geografia nas turmas dos cursos técnicos profissionalizantes de Arquitetura, Eletrônica, Desenho de Construção Civil e Mecânica.

Doze Estudos em Geografia Crítica surgiu num momento marcado pelos intensos debates que tonificavam o movimento da geografia crítica, suscitando um pródigo campo para novas abordagens. Deste modo, a publicação discute temas geográficos centrais, focando o espaço habitado e suas derivações, analisado através de conceitos habilitados a mapear processos de espacialização e suas dinâmicas.

Adotando os referenciais propostos, a publicação tem por premissa as prédicas do geógrafo Milton Santos para quem a discussão do espaço somente conquistaria pleno sentido quando articulada a uma visão dinâmica, inerente a um conhecimento geográfico preocupado com a emancipação do homem.

Doze Estudos em Geografia Crítica constituiu, no momento em que se deu sua elaboração, iniciativa visando fazer jus a esta meta.



DOZE ESTUDOS EM GEOGRAFIA CRÍTICA

Maurício Waldman

Liceu de Artes e Ofícios de São Paulo, SP, 1982.
Biblioteca Nacional - Fundação Pró-Memória,
Registro D.A. nº 1.071/83, Título nº 28.659 (04/10/1983)
São Paulo e Rio de Janeiro (SP-RJ).
263 páginas, Formato: 20x27 cm

Joomla Templates by Joomla51.com