NEGAÇÃO DA LIBERDADE

Entrevista sobre UHE Belo Monte e a Matriz Energética Brasileira

 


O Sol: A maior das referências energéticas do Brasil

 

Poucas obras relacionadas com a questão da geração de energia têm monopolizado as atenções da opinião pública brasileira na magnitude alcançada pela Usina Hidrelétrica (UHE) de Belo Monte.

E não é para menos: Belo Monte é a recidiva consagração dos modelos conservadores de conversão de energia.

Fato óbvio - mas não ululante - a UHE de Belo Monte, além dos notórios impactos ambientais provocados, desvirtua os rumos da discussão sobre a questão da matriz energética nacional.

Vamos ao que interessa: o Brasil é o maior país solar do mundo. A cada 24 horas, o Brasil recebe do Sol - Astro-Rei por excelência - o equivalente a 320.000 hidrelétricas de Itaipu. Nenhum outro país do mundo dispõe de tão formidável retaguarda energética.

Assim sendo: até quando nos manteremos atrelados a modelos importados do Hemisfério Norte? Até quando iremos postergar a formulação de um projeto energético independente, atento às potencialidades nacionais?

São perguntas que a entrevista Negação da Liberdade procura responder.

Publicada na Revista República, do Sindicato dos Metalúrgicos de Santo André e Mauá (exemplar de Março de 2012), nesse material, a partir das instigantes perguntas do jornalista Roberto Barboza, faço algumas ponderações sobre essa questão matricial.

Argumentações disponíveis a quem assim desejar.

 

 

 

O teor integral da entrevista pode ser acessado no link abaixo.
Clique aqui para fazer o download do arquivo em PDF


Joomla Templates by Joomla51.com